Será que o alongamento antes ou depois do treino (musculação, corrida, aulas de ginástica, etc) é necessário? Essa é uma das dúvidas mais frequentes dos praticantes de atividade física. 

Inicialmente vale ressaltar: o alongamento é um exercício onde trabalhamos a flexibilidade. Ela é uma capacidade física, definida como a capacidade de movimentar uma articulação através de sua amplitude de movimento completa. 

Agora surge a dúvida,  é necessário o alongamento antes ou após o treino? Continue lendo para descobrir. 


Índice 

Alongamento antes do treino

Alongamento depois do treino

Afinal, devo fazer alongamento antes ou depois do treino?

Conclusão


Alongamento antes do treino

Alongamento antes do treino

Existem muitos estudos científicos que avaliaram o alongamento antes do treino e não conseguiram comprovar que realmente existe essa necessidade. Não há comprovação de que ele previne lesões.

Na nossa musculatura e nos nossos tendões existem duas estruturas importantes que monitoram o quanto os nossos músculos podem alongar ou contrair; eles são respectivamente o fuso muscular e o órgão tendinoso de Golgi .

Eles trabalham de maneira reflexa, para evitar que a musculatura alongue demais, e sofra estiramento. Ou evitam que a musculatura contraia excessivamente e “arranque” o tendão do osso.

Quando realizamos uma sessão de alongamento pré treino, essas estruturas podem ter sua percepção alterada e durante o esforço dos exercícios do treino não proteger da maneira adequada.

Alongamento depois do treino

Alongamento depois  do treino

Ao realizar uma sessão de alongamento após o treino, essas estruturas também podem estar menos sensíveis, pois elas também estavam trabalhando durante os exercícios do treino.

Junto da musculatura aquecida, realizar o alongamento em uma amplitude além do limite máximo para o indivíduo, pode acontecer um estiramento.

Veja também:
A perda de gordura no exercício só ocorre após 30 minutos?

Afinal, devo fazer alongamento antes ou depois do treino?

alongando a perna

A maioria dos estudos científicos afirmam que não existe evidência suficiente que indique ou não o alongamento antes ou após o treino para prevenir lesão.

No entanto, não vamos condená-lo! Há um consenso de que alongar de 30 a 45 segundos antes da sessão de treinamento não trará riscos.

O aquecimento sim, é indispensável para preparar músculos, tendões e ligamentos para impactos, cargas, etc.

E o alongamento pós treino também é bem-vindo! Mas com o intuito de relaxar a musculatura fadigada pelo treino.

O trabalho de flexibilidade também é muito importante para um bom equilíbrio muscular.

O ideal é que ele seja feito em um período do dia separado do treinamento aeróbio e resistido (que são os exercícios que trabalham fortalecimento).

Por exemplo, você pode fazer musculação e corrida pela manhã, e trabalhar a flexibilidade a noite!

Dessa forma, os exercícios de alongamento podem ser feitos por um período de tempo mais prolongado, buscando uma amplitude máxima para o seu limite.

Conclusão

  • Não existe evidência suficiente que indique ou não o alongamento antes ou após o treino para prevenir lesão.
  • No entanto, não vamos condená-lo! Há um consenso de que alongar de 30 a 45 segundos antes da sessão de treinamento não trará riscos.
  • O aquecimento sim, é indispensável para preparar músculos, tendões e ligamentos para impactos, cargas, etc.

Por Personal Trainner Jennifer Áquila