Muita gente não dá muita atenção à mastigação. Parece um pequeno detalhe, mas pode influenciar no processo de emagrecimento, no ganho de massa muscular, e na manutenção da saúde. Mas de que forma isso acontece?

Como funciona

O aparelho mastigatório é composto por diversas estruturas anatômicas, e pelo sistema nervoso e vascular. A mastigação é um processo importante. Ela corresponde à fase inicial da digestão. O objetivo deste processo é quebrar o alimento em constituintes menores. Isso auxilia na absorção dos alimentos pelo organismo por meio do sistema digestivo.

Mastigar devagar é importante!

Algumas alterações digestivas, tais como engasgos e refluxo gastroesofágico podem resultar da forma de consumo e de como a pessoa mastiga. As principais consequências de uma mastigação rápida e inadequada são as alterações na percepção de fome e na má absorção de nutrientes.

Mastigação e emagrecimento

A mastigação lenta promove saciedade. Melhorar a saciedade auxilia no controle do peso, pois evita a a sensação de fome depois de pouco tempo de ter realizado as grandes refeições. Isso evita também, as beliscadas ao longo do dia. Além disso, a mastigação adequada, garante uma boa absorção dos nutrientes dos alimentos, e por conta disso o indivíduo consegue se beneficiar, de fato, dos alimentos consumidos.
Quando o processo digestivo está comprometido, alguns nutrientes não são absorvidos da maneira adequada. Quando existe má absorção, muitos nutrientes são eliminados nas fezes.  A deficiência de alguns nutrientes pode acontecer em função de uma digestão inadequada, e por isso nutrientes importantes no processo de emagrecimento e ganho de massa muscular deixam de exercer suas funções porque não foram absorvidos da forma que deveriam.
Procure reservar um tempinho para fazer as refeições grandes com tranquilidade. Faça o exercício de soltar o talher no prato depois de uma garfada. Isso pode ajudar a trabalhar esta mastigação e a prestar atenção nos alimentos que está consumindo.
Por Nutricionista Esportiva Tainá Carvalho